Por 15-07-2014

As principais dificuldades no gerenciamento de imóveis, de acordo com as corretoras

As principais dificuldades no gerenciamento de imóveis, de acordo com as corretoras

Gerenciar imóveis requer uma série de detalhes que não podem ser deixados de lado, pois podem impactar diretamente o cliente, e assim o negócio. É por isso que as corretoras de imóveis estão constantemente em busca de soluções inovadoras para tratar todos os seus processos internos da maneira mais profissional possível, visando garantir a qualidade e agilidade dos seus serviços.

As principais dificuldades encontradas pelas corretoras no gerenciamento de imóveis ainda são carentes de soluções completas, gerando um desgaste maior para gestores de imobiliárias e coordenadores comerciais, que têm que administrar todo e qualquer problema que venha a aparecer. Na ânsia por encontrar soluções que reduzam os riscos para o negócio, eles relatam o que mais lhes preocupam:

Apresentação do imóvel

Apresentar o imóvel pode ser considerado um grande desafio, afinal, o tempo gasto com isso, pode trazer sérios impactos na produtividade do Corretor. Quando há formas de se fazer o máximo possível de forma virtual, através de fotos, de informações completas e até um tour online, o corretor economiza tempo e tem apresentações muito mais efetivas!

Precificação adequada

Precificar um imóvel não é uma tarefa tão fácil quanto se imagina. São verificadas informações como o valor venal do imóvel, o valor de mercado e o valor de venda ou locação pretendido pelo proprietário. Com as nuances do mercado, o preço pode ficar aquém do esperado pelo locatário, assim como pode ser muito diverso do requisitado pelo locador. Na venda de imóveis acontece o mesmo, pois muitas vezes o vendedor deseja receber um valor irreal pela venda do imóvel.

Inadimplência

Outra questão que preocupa as corretoras de imóveis é o índice de inadimplência e como mitigá-lo. Muitas vezes é necessário entrar com ações judiciais para forçar o inquilino a desocupar um imóvel, enquanto o proprietário segue recebendo os valores da corretora, que arca com os prejuízos até que o problema seja resolvido. Esta situação impacta diretamente a gestão financeira da corretora, que se vê obrigada a rever custos para manter-se no mercado de forma competitiva.

Conciliar a relação entre locador e locatário

Ao longo deste post já demos uma ideia de como é difícil gerir as expectativas de ambos lados, locador e locatário. Enquanto um busca rentabilizar seu imóvel ao máximo, o outro procura reduzir seus custos também ao máximo, criando uma situação que só é resolvida mediante muita negociação. Cabe à corretora mediar este tipo de conflito evitando que locador e locatário venham a ter desavenças, primando por uma relação amigável e duradoura, o que trará benefícios para todos.

O gerenciamento de imóveis é uma área a ser explorada por administradores e profissionais de finanças, com vistas a melhorar o desempenho do setor e reduzir os impactos negativos causados pela flutuação do mercado e pela lei da oferta e da demanda. Enquanto as corretoras não buscarem união para sanar os problemas tratados neste post, provavelmente não veremos melhoras consideráveis neste setor, que representa aproximadamente 170 bilhões anuais do PIB brasileiro.

Juliano Trentin

Publicitário com especialização em branding, gestor de conteúdo do blog Beview e pesquisador do mercado imobiliário.

Experimente Ler Também:

Receba os conteúdos do Blog Beview em primeira mão

Tudo sobre vendas, tecnologia e mercado imobiliário.



Muito bem!

Agora você faz parte da nossa comunidade com mais de 10 mil leitores! Vamos mantê-lo informado sobre tudo o que acontece aqui no blog.

Até breve