Por 21-06-2016

Cultura digital em negócios imobiliários: preparando a equipe para usar tecnologia

Cultura digital em negócios imobiliários: preparando a equipe para usar tecnologia

Segunda-feira, início da manhã, reunião geral e uma grande novidade para a equipe: ‘A partir de hoje a principal ferramenta de trabalho será o tablet ou o smartphone; portfólios impressos, murais com fotografias de imóveis, formulários em papel para cadastro de proprietários e compradores não vão mais existir. Os setores administrativo e financeiro vão concentrar todas as informações num único sistema e todos terão acesso às informações. Isso vai intensificar os negócios imobiliários e melhorar os resultados da empresa. Bom trabalho.’

Se você acha que é assim que funciona a implantação de uma cultura digital no mercado imobiliário, precisa urgentemente rever seus conceitos e ampliar seu conhecimento acerca das tecnologias disponíveis para a venda de imóveis.

A seguir apresentamos algumas dicas para facilitar o processo de transição das pilhas de papel para sistemas digitais, e obter retorno financeiro a partir dessa mudança.

1. Prepare o terreno

Quando se fala em trabalho, mudar de empresa, de função ou de método sempre gera uma ansiedade. É o medo do desconhecido: ‘E se eu não gostar do ambiente?’; ‘E se eu não der conta do trabalho?’; ‘E se eu não me adaptar ao novo modelo?’

Por isso, toda mudança deve ser planejada.

Anunciar para sua equipe a substituição de um modo de trabalho por outro, da noite para o dia, vai trazer o caos para dentro da sua empresa.

2. Comece as fundações

Numa equipe sempre há os mais dispostos a mudanças. Identifique-os e comece por eles. Apresente opções de sistemas, aplicativos para dispositivos móveis, ferramentas para apresentação e venda de imóveis. Desperte nessas pessoas o interesse pela mudança. Elas vão disseminar a ideia para o restante do time de vendas.

Implantar uma cultura digital, que utilize tecnologia como recurso para otimizar o tempo, melhorar o atendimento e aumentar os lucros, é quase que uma exigência do mercado, mas cabe a você analisar e decidir a melhor estratégia para fazer isso na sua empresa.

3. Fortaleça a base

Para embasar seus argumentos, busque fontes confiáveis, indicadores do mercado imobiliário que apontem essa mudança de analógico para digital como condição para se manter ‘vivo’. Como diz o ditado: “Contra fatos não há argumentos.”

Se você estiver seguro de estar fazendo a escolha certa e já tiver ‘vendido’ sua ideia para alguns corretores, apresentar a proposta para toda a equipe vai ser mais fácil e a tendência é que sejam mais receptivos à mudança.

4. Garanta sustentação às paredes

Antes de migrar definitivamente de um sistema para o outro, dê a sua equipe a chance de experimentar; esteja aberto a questionamentos; e – muito importante – tenha respostas convincentes para as dúvidas que surgirem.

Elas vão surgir, com certeza. Mas pense pelo lado positivo: quanto mais dúvidas surgem, mais a equipe está interagindo com a tecnologia, descobrindo novas funcionalidades e se adaptando ao novo modelo de trabalho.

5. Reforce o telhado

O fluxo de trabalho na área de vendas vai mudar a partir da inserção de tecnologia na rotina da empresa. Mas o sucesso dessa parte da equipe depende do suporte que vem do outro lado: administrativo e financeiro.

A comunicação entre as áreas precisa ser clara. Dos dois lados deve haver abertura para o diálogo, pois o sucesso do trabalho de um depende da eficiência do outro ao realizar sua tarefa.

Por isso, as ferramentas que permitem a integração com o sistema de gestão da empresa, CRM e site são as mais indicadas. Nesse modelo, basta que a informação seja cadastrada uma vez e estará disponível em todos os meios utilizados pela equipe.

6. Cuide dos acabamentos

Durante todo esse processo, você deve considerar o seu papel de gestor. A colaboração da equipe – no sentido de aproveitar ao máximo as facilidades possibilitadas pela ferramenta de vendas – está diretamente relacionada ao seu comprometimento em oferecer estrutura adequada.

De nada adianta ter um aplicativo ‘top’ se o corretor não tem um smartphone ou tablet de boa qualidade; se a resolução das imagens dos imóveis é ruim; se as informações disponibilizadas estão erradas ou desatualizadas.

7. Fique atento à manutenção

Nada é para sempre. Ainda mais quando se fala em tecnologia.

Mantenha-se informado sobre novidades na área de sistemas digitais para o mercado imobiliário. Compartilhe com sua equipe novas formas de utilizar os recursos que a empresa oferece e incentive-os a dividir com os colegas o modo como trabalham.

Essa troca de informações e conhecimentos só traz benefícios para a empresa. Entre eles, a motivação da equipe e resultados cada vez melhores.

Compartilhe você também suas experiências. A cultura digital já é realidade na sua empresa? Está avaliando prós e contras de ferramentas de venda? Será uma satisfação ouvir o que você tem a dizer e, quem sabe, ajudá-lo nessa decisão. Deixe um comentário.

 

banner_blog_ferramenta-vendas

Marcelo Spegiorin

Empreendedor do segmento imobiliário e de tecnologia, editor do blog Beview e especialista em formação de equipes de vendas.

Experimente Ler Também:

Comente Você Também

Receba os conteúdos do Blog Beview em primeira mão

Tudo sobre vendas, tecnologia e mercado imobiliário.



Muito bem!

Agora você faz parte da nossa comunidade com mais de 10 mil leitores! Vamos mantê-lo informado sobre tudo o que acontece aqui no blog.

Até breve