Por 24-07-2014

Qual é o futuro do mercado imobiliário?

Qual é o futuro do mercado imobiliário?

Acabada a Copa do Mundo, aumenta o receio em relação a vários setores da economia, e o mercado imobiliário é um segmento que está no centro das atenções. Isso porque muito se cogitou acerca da existência de uma bolha imobiliária, diante do rápido aumento dos preços de aluguéis e compras de imóveis, aproveitando o acontecimento de um evento internacional de enormes proporções no país.
Especulações à parte – visto que hoje em dia existem experts e analistas do mercado que ainda apostam na queda brusca de preços, e outros que defendem a manutenção dos valores atuais, passando-se apenas por pequenos ajustes –, será possível fazer uma projeção do que se espera do mercado imobiliário? Quem serão os clientes mais prováveis a curto e médio prazo? Quais imóveis serão mais procurados? Que tipos de negócio serão feitos? Leia mais a seguir para descobrir acerca desses assuntos.

A participação do mercado de renda média

Uma das grandes expectativas do setor imobiliário está na expansão do poder de compra da chamada classe C, ou seja, os grupos socioeconômicos populares de renda mediana, os quais recebem de três a dez salários mínimos ao mês. Estima-se que esse conjunto de pessoas terá uma demanda que chega a mais de 10 milhões de habitações até o ano de 2016, incluindo-se aí os filhos que partem para morar sozinhos e famílias que cresceram economicamente, vindas das classes D e E.
O crescimento econômico do país ainda está em baixo percentual ao ano, porém o equilíbrio que a economia vem apresentando na última década proporcionou mais segurança a bancos e outras instituições financeiras para expandir o crédito imobiliário. Para se ter uma ideia, os financiamentos residenciais no Brasil atingiram 700 mil unidades no ano de 2009, e de 2005 a 2012 houve um crescimento de 30% no financiamento de imóveis usados só em São Paulo. A projeção é de que esse processo continue por muitos anos ainda, fazendo da classe média popular um ótimo foco para negócios de corretagem.

A procura pelos apartamentos menores

A construção de apartamentos menores, em detrimento dos tradicionais imóveis com salas e dormitórios amplos, mostra-se como algo que veio para ficar, sobretudo nos grandes centros urbanos. As pessoas hoje buscam ainda mais aliar a praticidade de localização para ir ao trabalho e obter situações de lazer mais rapidamente, e com segurança e mobilidade. Portanto, é garantido apostar na maior procura por apartamentos em vez de casas – o que já é a preferência no momento no Rio de Janeiro, São Paulo e nas outras grandes capitais – com um ou dois quartos, vaga na garagem, área de lazer e proximidade dos meios de transporte.

A estabilização de preços

Em meio às considerações sobre se vai ou não haver queda de preços, é claro que existem acertos pontuais a serem feitos. Proprietários de imóveis que exageraram muito nos valores cobrados seguramente terão que abrandá-los, ainda que em ritmo lento.
No entanto, de modo geral, apesar de não haver consenso, a maior parte dos analistas do setor imobiliário acredita que não haverá desaceleração forte nos preços de imóveis. Existem fatores atuais no país que permitem ter mais confiança nesse aspecto: além da expansão do crédito para aquisição do imóvel próprio, a elevação de massa de renda entre muitos setores (como, por exemplo, a classe C) poderá absorver os preços atuais. Além disso, apesar de ter havido crescimento no setor, não existe um forte impacto nas construções, apresentando mais e mais novos imóveis para aquisição, o que aumentaria a oferta e poderia diminuir bastante os preços.

Com tudo isso, o cenário futuro parece ser dos melhores, proporcionado um mercado sólido e com muitas possibilidades de negócios. Como você vem se preparando para o futuro de seus negócios imobiliários? Conte pra gente nos comentários!

Juliano Trentin

Publicitário com especialização em branding, gestor de conteúdo do blog Beview e pesquisador do mercado imobiliário.

Experimente Ler Também:

Receba os conteúdos do Blog Beview em primeira mão

Tudo sobre vendas, tecnologia e mercado imobiliário.



Muito bem!

Agora você faz parte da nossa comunidade com mais de 10 mil leitores! Vamos mantê-lo informado sobre tudo o que acontece aqui no blog.

Até breve