Por 16-07-2014

Tecnologia para finanças em 10 passos: modernize a gestão da imobiliária

Tecnologia para finanças em 10 passos: modernize a gestão da imobiliária

Em tempos de automação de processos e de empresas com sistemas online, um dos meios mais comuns de gestão financeira nas imobiliárias são os softwares do tipo Enterprise Resource Planning (ERP). Esse sistema de tecnologia para finanças não auxilia apenas nas contas, mas põe toda a casa em ordem, porque integra os processos da empresa. O ERP pode controlar a área financeira, o setor de RH, de marketing ou operacional. Confira a seguir algumas vantagens para você modernizar a sua imobiliária e organizar o fluxo de informações por meio de um ERP.

 

  1. Pode ser utilizado em empresas de qualquer porte.
  2. É muito mais prático do que as antigas planilhas, que exigem fórmulas e mais fórmulas para conectar os dados.
  3. Permite que você integre ao sistema aplicativos desenvolvidos especialmente para o setor, modernizando e otimizando o trabalho da equipe de vendas.
  4. Guarda dados estratégicos, permite a análise e até o compartilhamento de relatórios com parceiros.
  5. Ajuda a reduzir erros de processo e torna a comunicação interna mais fácil e eficiente.
  6. Funciona como um repositório de conhecimentos. Com ele, a empresa pode controlar todas as unidades e negócios, visualizando as informações por centro de custo.
  7. Em sua imobiliária, pode ajudá-lo a controlar as contas a pagar e a receber, o controle de placas colocadas, de chaves de imóveis, de comissões dos corretores. Pode gerar recibos automáticos e muitas outras funções.
  8. Gerenciando todos os processos operacionais, administrativos e gerenciais da imobiliária, o ERP ajuda a tomar decisões e a visualizar onde os recursos estão indo pelo ralo.
  9. Desde a implantação, o sistema é uma oportunidade de reconhecer os erros, os acertos, os pontos fortes e fracos de sua empresa, como uma parada diante do espelho.
  10. É uma ferramenta completa para que você e os colaboradores da sua imobiliária se comuniquem mais e estabeleçam uma rotina de revisão de processos, de diagnóstico do que não funciona e de como isso será adaptado.


Como o ERP é um sistema que vislumbra toda a operação de uma empresa, a implantação precisa antecipar os rumos que ela irá tomar no futuro. Isto deve ser projetado para uma transição menos traumática diante das mudanças. Lembre-se que a complexidade desse tipo de sistema exige um suporte muito eficiente e uma capacidade de aperfeiçoamento igualmente incansável por parte do fornecedor.

Marcelo Spegiorin

Empreendedor do segmento imobiliário e de tecnologia, editor do blog Beview e especialista em formação de equipes de vendas.

Experimente Ler Também:

Receba os conteúdos do Blog Beview em primeira mão

Tudo sobre vendas, tecnologia e mercado imobiliário.



Muito bem!

Agora você faz parte da nossa comunidade com mais de 10 mil leitores! Vamos mantê-lo informado sobre tudo o que acontece aqui no blog.

Até breve